Melhorando sua técnica: 10 dicas quentes

Tempo de leitura: 5 minutos

Melhorando suas técnicas

Oi artistas! 

Estamos de volta com mais algumas dicas para aperfeiçoamento das técnicas de DESENHO REALISTA!

Por mais que estudemos profundamente o assunto, o aperfeiçoamento das habilidades passa também pela experiência do artista e só os “anos de janela” é que fazem com que o artista evolua em sua arte (nossa, fui intelectual agora!). 

Enfim, para não esperarmos esse tempo todo, eu transcrevi algumas dicas compiladas pelo artista Dan Duhrkoop que podem ser colocadas em prática já.

1. Certifique-se de que há uma fonte de luz direta.

Antes de começar o desenho, a primeira coisa é trabalhar na iluminação ambiente. O ideal é que você tenha um “spot” direto de luz incidindo sobre o seu “modelo” (aquilo que você quer reproduzir) e desligar todas as outras luzes na sala para aumentar o contraste e realçar cada sombra.

Além de ajudar a realçar as sombras, essa luz direcional consegue destacar as formas do desenho, evitando que ele fique visualmente plano.

2. Use um visor para configurar sua composição.

Esta é uma maneira simples para começar um desenho e consiste basicamente em cortar um retângulo de um pedaço de papelão (como uma tampa de caixa de sapatos) e usá-lo para “cortar” visualmente o objeto a ser reproduzido.

Mova o visor ao redor do objeto até encontrar a melhor posição possível e trace então essa “moldura” em sua folha em branco.

Agora, uma vez que você tem a “moldura” desenhada em sua folha, tudo dentro do quadro é o que você vai desenhar, e você pode ignorar o resto. Não só melhorará suas composições, mas também ajudará nas próximas etapas no processo de desenho.

3. Comece a desenhar pelas bordas.

Sempre comece os desenhos pelas bordas primeiro, antes de fazer qualquer outra coisa. Isto irá centralizar o seu desenho no lugar e evitar que você fique sem espaço mais tarde.

Agora, para ter certeza de que você reproduzirá no papel o desenho da mesma forma como ele se apresenta ao ser visto através do visor, faça pequenas marcas no papel (veja exemplo acima) e faça essas mesmas marcas no visor para que você possa seguir sempre o mesmo posicionamento do objeto.

Por exemplo, depois de olhar o visor, o primeiro traço no papel foi a linha curva no lado esquerdo do retângulo e sem essa marca, teria sido muito mais difícil decidir exatamente onde desenhar a linha. Na realidade, esse método de marcação é semelhante ao uso da grade, só que não temos as linhas horizontais e verticais

4. Verifique os ângulos das linhas com o lápis.

Esta é uma ótima maneira de obter linhas de perspectiva corretas, bordas de edifícios, ou qualquer coisa.

Combinar o ângulo do lápis no desenho com o que vemos no visor assegura que você está seguindo a mesma orientação e proporcionalidade do modelo que você está retratando.

5. Trabalhe os traços “internos”

Uma vez que o trabalho começou pelas bordas, o desenho acaba sendo “situado” dentro da área da moldura e agora você pode começar a desenhar a parte “interna” do desenho, mas sem maiores detalhes ou sombreamentos.

Desenhe levemente também. Quando você chegar à dica #7, você entenderá o porquê dessa sugestão. 

6. Desenhe o espaço negativo em torno dos objetos.

Em vez de tentar desenhar uma tigela ou fruta, desenhe as formas negativas entre objetos.

Ao retratarmos alguma forma, presumimos que essa imagem existe em relação a algum fundo (por exemplo, o próprio papel, sem qualquer cor), mas o problema de apenas pensar em “desenhar essa laranja” (no caso abaixo), é que sua mente poderá desconsiderar as demais formas que compõem o desenho.

Utilizando essa técnica de desenho negativo, você consegue uma melhor definição de todas as formas ao redor de sua imagem principal.

7. Ao encontrar erros, corrija-os antes de continuar.

É importante que erros sejam corrigidos à medida em que forem sendo detectados, pois torna-se muito mais difícil retocar um traçado após o desenho pronto (aliás, isso serve não só para o desenho, mas para a vida!!!).

8. Sombra do mais escuro ao mais leve.

Uma vez que o desenho da linha está pronto, comece a preencher as sombras mais escuras primeiro. Lembre-se de procurar áreas de luz refletida nos lados das sombras dos objetos. Quase tudo reflete luz, e deixar essas áreas mais leves fará seus desenhos muito mais tridimensionais. Depois que suas sombras escuras estiverem finalizadas, comece a trabalhar nos tons mais claros até o branco.

9. Inclua uma gama completa de valores.

Ter uma gama completa de valores em um desenho parece mais natural, pois é assim que vemos na vida real e é fácil de reproduzir essa variedade, apenas adicionando mais tons escuros ou usando uma borracha para “clarear” as áreas.

10. Faça uma pausa antes de terminar.

Quando o desenho está quase terminado, é hora de “apararmos as arestas” que sobraram, afim de termos certeza de que tudo está de acordo com o que imaginamos.

O artista, durante a produção de sua obra, tem um período de imersão total no desenho e isso pode fazer com que alguns detalhes passem despercebidos, pois ele está tão concentrado (e às vezes, cansado também) que seu poder de percepção pode ser prejudicado.

Dessa forma, vale a pena “respirar” um pouco antes daquela última olhada no desenho, pois assim, é como se enxergássemos “fora da caixa” e conseguíssemos detectar pequenos ajustes que, no “calor” da execução, passariam despercebidos.

Conclusão

O desenho é um exercício de disciplina e prática constante e por isso sempre existe a chance de melhorar, não importa em qual estágio sua técnica se encontre.

Conforme citado no começo do artigo, a aprendizagem de alguns “macetes” só pode ser alcançada através do tempo e experiência do artista e o objetivo desse artigo foi apenas ajudar nesse desenvolvimento, compilando algumas dicas úteis e que trazem resultados comprovados.

De qualquer forma, vamos ficando por aqui e aguardem o próximo post! 

Fontes pesquisadas:

  • http://handsfreeartistwebsites.com/
  • http://emptyeasel.com/2006/12/08/
  • https://www.drawspace.com/lessons#module-2
  • http://www.dueysdrawings.com/
  • http://howtodraw.pencilportraitsbyloupemberton.co.uk/
  • http://www.jdhillberrytutorials.com/